sábado, 1 de maio de 2010

ESPECIAL II CONGRESSO MARIANO, CANÇÃO NOVA


COMO CRIANÇA NOS BRAÇOS DE MARIA



Maria não reservou nada para ela mesma, se doou sem limites. Abraão porque não me recusastes seu único filho eu te cumularei de bênçãos. (Gên 22, 16c).
Se Deus falou isso para Abraão preservando-o da dor de sacrificar o filho, Isaac, imagine o que o Senhor não disse a nossa Mãezinha do Céu? O povo judeu venera a figura de Abraão. E eu me pergunto, muitas vezes, por que nós cristãos não podemos venerar aquela que foi o primeiro sacrário da humanidade?

Meus irmãos, exultemos de alegria por Nossa Senhora! Temos uma mulher escolhida por Deus, com muito carinho. Despojemo-nos de nós mesmos, estamos indo ao encontro da Mãe de Deus. Esta Mãe que levou em seu seio o Nosso Salvador: Jesus Cristo. A história do Cristianismo não teria acontecido se não existisse a contribuição de cada mulher do Antigo Testamento para realização da missão.

Mulheres, sintam-se orgulhosas! Cada uma de vocês tem um plano a realizar na história da salvação. “A Igreja manifesta sua gratidão por todos os frutos da santidade feminina”, disse João Paulo II.

Quanto nós devemos agradecer a Maria! Obrigada, Senhor, pelas vitórias de Deus por meio da Virgem Maria. Se não fosse a oração do rosário que rezamos todos os dias, o que seria da nossa Igreja? Quantas vitórias o rosário já alcançou na história da Igreja e na sua história. Demos graças a Deus. Hoje o Altíssimo quer realizar uma vitória na Canção Nova através de Maria Santíssima.

O Cristianismo não pode viver sem nós darmos honra e veneração à figura de Maria.

Querido pai, você precisa dizer a Deus todos os dias: “Obrigado, Deus, por essa esposa do meu lado!”. Mulher, você precisa da figura de Maria para formar seu lar. Filho, você precisa da figura da Virgem Santíssima para tratar sua mãe como Nossa Senhora. Vocês estão dando para a Virgem Maria um lugar especial como Deus fez? Precisamos ser crianças nas mãos de Nossa Senhora.

Se eu quero amar a Jesus preciso ter intimidade com Ele. Se vivermos uma espiritualidade sem intimidade com Jesus, não iremos perseverar na nossa vocação. Nem toda amizade é de intimidade. Eu posso ter trato com Cristo, ir à Santa Missa todos os dias, fazer adoração ao Santíssimo, mas pode me faltar algo chamado “intimidade com o Senhor”. Se nos falta intimidade, vai nos faltar amor, total doação ao Amado. Só um amigo íntimo é capaz de doar a vida pelo outro.

Somente ama Maria de verdade quem tem intimidade com ela. Intimidade não significa rezar o rosário todos os dias, fazer novenas durante todo o ano para Nossa Senhora. Intimidade com Maria significa conhecer o coração dela e estar disposto a se doar como ela o fez.

Deixemos de ser adultos autossuficientes, não podemos entrar no Reino dos Céus se não formos como crianças. A devoção a Virgem Maria passa por isso, precisamos olhar para ela como uma criança olha para uma mãe precisando de alimento.

Fale com Maria: Ensina-me, ó Mãe, a ser criança.

Maria é a arca de Noé, na qual você precisa entrar. Arca construída por Deus para salvar a humanidade. Que a Virgem Maria possa levar Jesus Cristo para você. Que ela possa levar à sua casa paz, alegria, santidade e desejo de servir ao Senhor.

***Padre Alexandre Paciolli,Legionário de Cristo

Um comentário:

  1. Salve Maria! Ficou muito boa mesmo a cobertura de vocês no Congresso na Canção Nova, parabéns!
    Desculpe não ter respondido antes. Já vi que a sua ficha chegou por aqui, já estamos esperando a chegada de vocês.
    Até +. fique com Deus!

    ResponderExcluir